sexta-feira, 30 de abril de 2021

30/04 - Lendo com você!

 


Essa frase foi retirada do livro Ikigai , um dos meus livros favoritos da vida.

Obrigada abril, pelo que aprendi, pelo que conquistei, pela resiliência, pela fé e por viver de uma forma harmoniosa com o que, e os que me cercam.

Que os dias vindouros sejam com saúde e sorrisos para todos nós!

Bom final de semana e até logo! 

quarta-feira, 28 de abril de 2021

Tem Leitura: Organizar sem frescuras

Uma leitura bem bacana para quem está começando na organização da casa. 

Direto ao ponto, cheia de dicas, ilustrações e planilhas.

Como já li diversos livros sobre o tema e até mais aprofundados, esse foi um "passatempo" (um recordar é viver), mas como mencionei, para quem está começando é uma boa leitura.


"Se cada coisa tiver um lugar para morar, com certeza ficará muito mais rápido e prático manter tudo organizado sempre."

"Se nos organizamos, controlamos melhor o tempo em casa, no trabalho e, assim, podemos ter mais qualidade de vida."

"A organização aguça o nosso lado criativo. Quando vemos tudo em ordem, fica mais fácil pensar e criar alguma ideia ou projeto."

"para organizar o ambiente, a melhor maneira de começar é dividir as tarefas em etapas."


Boa leitura!

Até logo!

terça-feira, 27 de abril de 2021

Tem leitura: A revolução dos bichos

 "Nós poderíamos nos tornar ricos e livres praticamente da noite para o dia. Então, o que devemos fazer? Trabalhar, trabalhar dia e noite, de corpo e alma, para a derrubada da ração humana!"

"Quando tentarem lhes convencer de que o homem e os animais partilham dos mesmos interesses, dizendo que a prosperidade de um é a prosperidade de todos, simplesmente fechem os seus ouvidos: é tudo balela, tudo mentira! O homem não serve a nenhum outro interesse além do seu próprio."

"A Revolução dos Bichos é um ensaio político sobre como as revoluções podem ser vítimas de contrarrevoluções, virando as costas para suas próprias ideias originais."

"A liberdade, se é que significa alguma coisa significa o nosso direito de dizer às pessoas o que não querem ouvir." (George Orwell)

Não imaginei que ficaria tão impactada com essa leitura.

Realmente um clássico! Décadas passaram desde a sua publicação e tanto a nos dizer e ensinar.

Tema tão atual sobre liberdade, democracia, autoritarismo. Me deixou bem reflexiva sobre, aquela sensação de estarmos enxugando gelo. Tudo é tão igual até hoje!

Boa leitura!

Até logo!

segunda-feira, 26 de abril de 2021

Marca texto, eu uso!


Eu sou uma leitora que "degusto" o livro/leitura o máximo que posso. 
Gosto de deixar a minha história com o livro também registrada.

Já tive a fase de usar apenas uma caneta marca texto, já tive a fase de usar várias e há alguns meses estou amando usar dois marcadores/duas cores.

Sempre usei a amarela para marcar os trechos que mais gosto, os trechos que precisam ser refletidos, memorizados, estudados ou para citações. 
E a segunda cor, tenho usado para trechos importantes porém sem a ênfase anterior e para marcar palavras que preciso pesquisar o significado no dicionário.

Então, uso sempre o amarelo em todos os livros, e escolho uma segunda cor como parceira de leitura.
Sim, também uso lápis  para anotações diversas.



Boa leitura e até logo!

quinta-feira, 22 de abril de 2021

Tem Leitura: Nossa Música


 Tristemente lindo!

Quando comecei a ler não imaginei tamanha emoção ou tal desfecho.

Intercalando entre passado e presente e com as surpresas do destino (que deste ninguém foge) um reencontro inesperado em uma emergência hospitalar.

Tem um desenrolar com um mix de emoções erros, acertos, mágoas, rompimentos, surpresas e eu pensando: "Como isso vai acabar?!"

O pequeno Jake (filho da Ally) me levou as lágrimas, me teletransportei para as cenas com ele.

O final pelo que li por aí divide bem opiniões, mas gostei embora "estilhaçando-me".

Gostei da escrita da Dani Atkins sentimentos e acontecimentos palpáveis.

No livro fala sobre doação de orgãos.


"Nós nos despedimos daqueles que amamos milhares de vezes durante a nossa vida: a cada vez que saem pela porta de casa, a cada vez que desligamos o telefone, a cada aceno de adeus. Só não sabemos qual dessas despedidas será a derradeira."

"Eu te amo, papai - sussurrou no ouvido de Joe. 

-Durma bem. Bons sonhos (...) . Vejo você quando o sol brilhar outra vez..."

"Quando se chega tão perto da beira de um precipício a ponto de sentir o vento açoitando o rosto, é preciso reconhecer que é hora de mudar."

 



Me acompanharam nesta leitura acessórios da Coleção Livro e Cia

Boa Leitura!

Até logo!