quarta-feira, 13 de junho de 2018

Tem Leitura:


Amo biografias e histórias de sucesso e quando soube deste livro, O Que Eu Sei de Verdade da Oprah Winfrey, precisei imediatamente começar a lê-lo.
Trouxe para vocês esta sugestão de leitura para os momentos de lazer e aconchego, ele definitivamente não vem com a pretensão de muda-la(o) repentinamente com uma receita pronta ou oferecer “guia para isto” ou “passo a passo” para aquilo outro.
Em seus relatos, Oprah Winfrey descreve um momento e o que pôde extrair dele, e por diversas vezes até achei que ela falava comigo – olho no olho – me entendem?
O Livro nos traz o conforto  em saber que TODOS OS DIAS e em TODAS AS SITUAÇÕES podemos extrair o nosso melhor, aquilo que de fato, melhorará nossos dias aqui na terra. {profundo, mas é a pura verdade!}
Resolvi colocar algumas das lições que fizeram sentindo para mim naquele momento de viagem às suas linhas e páginas e que tento lembrar-me todas as vezes que a “luzinha” da esperança fica na reserva.
Espero contribuir e proporcionar uma mudança de consciência em prol de guinar-se e mudar qualquer pensamento negativo em você. J  {`Que pretensão!!!, mas é boa J}

1.      Viver com Alegria
Temos o momento presente, O Agora, é nossa única certeza. Escolher viver com o que temos nas mãos e fazer disto o melhor deveria ser nossa única alternativa, por mais que a vida nos apresente outras.
Viva o hoje, o ontem passou e amanhã pode nem chegar. Pense nisto.
(...) “Você tem escolha neste exato momento – o único que possui com toda a certeza. Espero que não esteja envolvido demais com coisas que não têm nenhuma importância a ponto de esquecer-se de se divertir, pois este momento está prestes a acabar. Tomara que no futuro você olhe para trás e se lembre de hoje como o dia que decidiu fazer cada um dos seus momentos valerem a pena, aproveitar cada hora como se fosse última. E, se tiver que escolher entre ficar sentado e dançar, espero que você dance.”

2.      Importar-se verdadeiramente com o outro.
Não cumpra apenas protocolos, dentro do seu espaço, importe-se, fique feliz ou compadeça-se genuinamente. Se adotar um bichinho, trate-o com todo o carinho. Se não poder dar mais que uma palavra amiga, então não faça. Mas se o fizer, faça com todo o seu coração. O mundo precisa de exemplos de amor.
(...)“O que eu sei de verdade é que você não quer viver assim – fechado para os próprios sentimentos e para o mundo à sua volta. Quero que todos os dias sejam uma nova chance de expandir as possibilidades.  De experimentar a alegria em todos os níveis.”

  
3.      Valorize-se

Você não tem ideia da força que há em valorizar-se, saber que você pode fazer melhor por você e por consequência ao seu redor, pelo fato de você se conhecer e valorizar seu trabalho, suas qualidades e conquistas (pequenas ou grandes). 

(...) “Porque se você ainda não tem consciência do próprio valor, não há
nada que seus amigos, sua família ou seu parceiro possam lhe dizer que o convença disso. Olhe para dentro de si – o amor deve partir de você.”   

Eu poderia elencar tantas outras coisas que aprendi com este livro, realmente é para ler por mais de uma vez, internalizar e externalizar em prol de uma vida com mais sabedoria e prazer.

Recomendo de todo o 
Beijos e até a próxima
Ma
@magna_neves1


Na temco você encontra diversos itens para acompanhar e organizar seus livros e leituras

terça-feira, 12 de junho de 2018

Ahhhh os nossos "Loves"!


Sexta dia 08/06/18 fiz a minha primeira oficina fora da temco. 

Quando a Tati me convidou, aceitei no mesmo instante.
Só alteramos a data, mas ainda não havíamos divulgado.
Seria algo para o mês das mães e teríamos corações também, mas com a proximidade do dia dos namorados e como o tema amor ainda era a pauta, uma cliente que hoje se tornou uma super amiga me deu a sugestão do móbile/pingente LOVE, ameiiiii.

Primeiro porque é algo que decora, encanta e é um dos dez itens mais colhidos nos últimos anos na temco.
Mesmo assim, bateu aquele friozinho se iriam gostar e os etc.

E pra minha surpresa, todas amaram, foram tantas ideias de uso, decorando um cômodo da casa ou fazendo graça com suas respectivas cara metades.
Ri demaissssssssssssss. E olha que fui pra lá bem cansada, não imaginei que a minha bateria duraria, mas recarreguei, nem parecia a mesma pessoa cansada de uma semana (na verdade de um mês) lindamente intensa.

Obrigada meninas pelo encontro, pela tarde deliciosa.

A Tati é um encantoooo de pessoa. A loja: A Casa é Sua, é linda e tem itens para todos os gostos e estilos de decoração. Ela já havia feito Colheita (lembrancinhas temco) para presentear os seus clientes. Já havíamos ensaiado esse desvirtualizar e finalmente veio o nosso encontro.

Já estamos planejando o tema do próximo!



E sobre essa experiência de dar uma aula fora também foi sensacional!

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Artesanal Nordeste


Um mês se passou e só agora sentei para compartilhar este dia por aqui.
Foi a primeira edição da Artesanal Nordeste, o que seria a Mega Artesanal em sampa, a empresa que organiza é a mesma (WR).
Quem me falou sobre o evento foi a minha amiga e aluna Lú, combinamos e fizemos nossa pequena viagem entre interior e capital. A Lú, a dona Iraíde (que também faz aulas aqui na temco), a Adri irmã da Lú (ops a Adri precisou viajar a trabalho e o seu convite guardamos de recordação) e eu.
Almoçamos no shopping Tacaruna que fica super perto e de lá e sossegadas fomos ao Centro de Exposições. Tudo super tranquilo.

Eu tímida pra foto, mas a Lú ficou me zoando dizendo: "Nem parece paulistana fica se escondendo pra tirar fotos", detalheeee a Lú não se deixa fotografar rssss.
Então...tireiiiiiiiii fotos com o Dotan, o Afonso Franco, com o Peter Paiva que aliás amei nossa foto e adotei essa forma de tirar selfie pra vida. Toda vez que vou fotografar com alguém é assim agora. 

E "desvirtualizei" a amizade com a Thiara Ney do Estúdio Tuty. Somos paulistanas, a Thi atualmente mora em Vitória/ES e eu em Pernambuco. Nos conhecemos virtualmente há quase 10 anos no Flickr, antes era a rede social mais usada para compartilhamento de trabalho e fotos. Tenho amizades maravilhosas e ainda virtuais que foram colhidas por lá. 
E antes (10 anos atrás) não era esse booommm do mundo artesanal e também não era esse mamão com açúcar para comprar material, nos (a turma)  ajudávamos muiiiiiiito nesse quesito (se não contei essa parte prometo contar sobre essa década).
Com a Thi fiz parcerias com a sua papelaria para festa e as lembrancinhas da temco.
É muito bacana quando momentos assim acontecem.

Voltando ao evento...achei superrrrrrrrrr tranquilo, fomos no primeiro dia. Senti falta da Singer porque estava querendo uma overlock da marca, as minhas outras são Singer então senti muito mesmo.
Adoraria que tivesse vindo a Fernando Maluhy, e que a Fabricart e a Círculo além das oficinas estivessem vendendo seus produtos. 
Sim, fui com sede ao pote por estas empresas mas vamos esperar a próxima.

Amamos a ida, a tranquilidade para escolher, as compras a hora do lanche e o nosso retorno pra casa.
Agora estamos a espera da Feneart, não sei se irei mas sempre nos animamos.






Que tenha a segunda edição e que seja ainda melhor!
Já quero!

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Viva os ciclos!!!


2018 tem sido um ano de encerramentos de ciclos, de desapegos, do querer realmente o essencial. Das faxinas reais em todos os setores da vida.
Dá trabalho, acontecem procrastinações devido prioridades mas percebo que tá fluindo bem.

Recebi esse vídeo da Magna dias atrás quando estávamos conversando justamente sobre a vida, a necessidade de encerrar ciclos de abrir espaço para o novo, de sair da zona de conforto. Confesso que já o vi váriasssss vezes e confesso também que não conhecia o William Sanches e depois desse vi outros. Como é bom banhar-se de otimismo, persistência, mai resiliência. O mundo já tá agressivo demais e de forma gratuita né?! Então essas doses recarregam, dão disposição e aquele vambora.

Não me pego a rótulos de que hoje é segunda e tem que ser hoje o começar de alguma coisa. Acho que isso tem que ser a qualquer hora, momento e já. Coincidiu de ser segunda a vontade de falar sobre isso. 

Espero que goste e que te faça tão bem quanto me fez!

sábado, 2 de junho de 2018

Vem tem bolo!


Perfume de bolo pela casa é bom demais né?! Raramente uma pessoa não gosta de bolo.
Gosto dos que não tem muito recheio, doce e etc.
Mas bolo é bom para acompanhar um bom bate papo, um pensamento, uma horinha de descuido, aquela fome rápida e rasteira. E o acompanhamento deixo por sua conta e gosto...

Hoje vou compartilhar uma receita que ganhei da minha amiga Hellen (gravidinha da Frida) @joanajoaninhha (com dois h's) lá de BH. A Hellen sempreeeee faz e daqui (PE) me deixava com água na boca. Já que não fui até lá comer um pedaço (pelo menos por enquanto) ela me enviou a receita. Matei a vontade, depois só fiz uma alteração. Afinal tudo na vida tem que ter o seu toque pessoal. 

Acho que é assim que nascem as receitas das Vovós (rs)!!! 

E por aqui tem sido o bolo mais feito e devorado por mim e pelos que se apaixonaram por ele. Sim, faço e distribuo para quem "garrou" paixão por ele.


Vamos lá?!

Bater:
(uso o liquidificador)
2 xícaras de açúcar
3 colheres de manteiga
3 ovos
1 maçã cortada (c/casca)
Algumas gotas de essência de baunilha.

Acrescentar:
(no liquidificador, a mão ou transferir para uma batedeira)
2 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de maizena
1 vidro pequeno (200ml) de leite de coco
1 colher de chá de canela em pó.

Obs:
Sempre bom ter os ingredientes em temperatura ambiente e peneirados.
Pré aquecer o forno 180'C
Untar a forma com manteiga e açúcar
Colocar a massa
Decorar com maçãs fatiadas
E assar de 35 a 40 min de acordo com o seu forno.


Se fizer, me conta!!!

(clica e boa Colheita)



sexta-feira, 1 de junho de 2018

O preço de uma amizade!!!


Amizade é um braço do amor, é o familiar familiar ou um outro que entrelaçamos no decorrer da vida. Meus amigos são de longa data, paro e penso os que vem da infância, da escola, trabalho e suspiro ao lembrar de décadas (nossa décadas rs), o mundo artesanal também trouxe amigos irmãos.

Amizade é aquela extensão boa do amor, é aquela troca.

Hoje vou compartilhar uma destas que se tornou irmã. Que chamamos nossos pais de pais. A amizade começou porque gostávamos do mesmo grupo musical na adolescência, estudávamos na mesma sala e antes de nos conhecer de fato kkkk gostávamos do mesmo garoto (socorroooooo0.
Se deu briga de adolescentes?! Não, lembra do começo do post?!
E se tornou pra vida toda...dos altos e baixos, eu a séria adquiri seu lado dinâmico e ela meu lado organizado (hoje já me permito bagunçar, afinal não existe 100%, hoje compreendo e aceito isso).
Além de estudar,  também seguimos juntas em duas empresas.

E agora completamos uma década que ela continua por lá (SP)  e eu de cá (PE).
O que mais temos em comum hoje?! Que me fez convidá-la a expressar isso por aqui foi ver o lado bom da vida. Sabe aquele "Se não for benção é lição?"
Então foi isso.

Convidei a Magna para ser livre por aqui, ela além de ter na alma esse lado resiliente e otimista. Com um baita brilho no olhar. Ela também tem vivido isso em passeios, palestras, livros, desenvolvimento pessoal e dia a dia. Tá se tornando uma maravilhosa "Coach".

Como o blog é um resumo do além do artesanato espero que  gostem e que ajude a regar o seu jardim que por aqui vem.

Digo sempre que não escrevo textos longos para não se tornar cansativo. 
Mas hoje foi feito a quatro mãos.
Deixo abaixo as apresentações da Magna.

"Olá todas as pessoas!! 
Hoje eu estreio aqui no blog da TEMCO com muita gratidão {primeiro texto de muitos!!! Estou muito apaixonada por isto}E, sem problema algum, eu poderia iniciar com um Era uma vez...”, por que para mim há amizades que parecem ser extraídas de um conto de fadas. 
Você chega à maturidade e percebe que todas as diferenças, briguinhas, dias sem se falar, reconciliação, viagens juntas e a distância fazem parte do fortalecimento,amadurecimento e eternidade de uma bela amizade.
Márcia e Eu nos conhecemos desde pequenas; iniciamos juntas nossa jornada de trabalho ainda muito meninas, a Márcia utilizava o trabalho como uma forma de expor sua criatividade e eu, escondido dos pais, correndo atrás da minha independência... {tem coisa que corre às veias}. Sempre fomos muito diferentes.
Márcia contida, séria, criativa, organizada demaisssss – Sério!  Todas as coisas da Márcia eram categorizadas e separadas por cor!!! Um espetáculo aos meus olhos. Amava ir à casa dela e copiar tudo depois em minhas gavetas e caixinhas de bugigangas rs.
Magna (Eu): espalhafatosa, dava risada de tudo, carinhosa, amava dançar (bastava tocar música) e amava trabalhar, especialmente, com a Márcia e as meninas da escolinha.
Ficamos cada vez mais próximas e o barato é que aprendíamos juntas e somavámos características que faltava à outra.
encantadora organização da Márcia completava a mim e a forma mais extrovertida de ser da Magna completava a ela.
Amizade de anos e de muito trabalho juntas; ficamos mais maduras e a vida nos deixou em cidades bem distantes. Ela em Recife/PE e eu em São Paulo/SP. Mas o que de verdade é para sempre, não é mesmo?!
Quando fui convidada a escrever para o seu Blog {Muita Gratidão resolvi escrever não apenas para descrever um pouco de como tudo começou, mas principalmente para disseminar o sentimento da AMIZADE para todas vocês; dizer que ter um amigo é um tesouro e que não vale a pena perde-lo por quaisquer motivo.
Para ser amigo não precisa imitar a falar, a maneira devestir-secopiar a letra, o cabelo ou querer ter o mesmo namorado... Ao contrário, ser amigo é respeitar e gostar de dividir as situações mesmo com todas as diferenças.
Então hoje, convido você, neste post a retomar o contato com um amigo. Saber como ele está e se interessar genuinamente por sua história, vibrar com as conquistas e ter uma palavra que conforte o seu coração.
Chego ao final deste post com a mais certeza absoluta que amizade não tem preçoé de valor inestimável.
Recomendo do fundo do coração".

Beijos, prazer em conhecê-los e até a próxima!
Magna Neves
@magna_neves1 

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Vamos continuar...


"Estouuuu de volta pro meu aconchego. Trazendo na mala bastante saudades..." (Elba Ramalho)

Não, não é por falta de assunto que a ausência se fez presente. Ao contrário, assuntos não faltam, e adotei inclusive um caderno de pautas e ideias para o blog. Sempre usei o dia da folga ou um intervalo para cuidar da loja ou dos posts para o blog. Mas precisa-se realmente de tempo e mais dedicação. Percebi que de encaixes na folga ou uma horinha qualquer não dava mais ou não se dava prioridade. Ficar sem o blog pensei/cogitei, mas quando entro mesmo sem postar nada e vejo a quantidade de visitas o coração aperta. É muito carinho. Mesmo com a tecnologia dos vídeos, e demais redes sociais dinâmicas por aí. Nesses quase onze anos de postagens (desde o antecessor Coisinhas de Marcinha) já se foram compartilhado tantos momentos né?! E laços foram feitos.

Então decidi que, um dia da semana será dedicado o período da manhã para cuidar desse canto, até quando o coração pulsar que se pode escrever, compartilhar esse algo  mais.
Sabe o que gosto e me marca muito?! O carinho em um e-mail de algum leitor seja cliente, visitante ou colegas de trabalho. Não gosto de enrolar muito nos posts, gosto de ser breve, direta (sem muitas cenas do próximo capítulo ou logo após os comerciais kkkk).

Bateu uma ansiedade hoje, porque a mente se viu diante de tantas palavras, de posts telepáticos enquanto cuidava da rotina matinal (casa, plantas e oração).

Mas cá estou, agradeço muiiiiiito o carinho. O mais recentes recebidos da Larissa Kwas @ateliercoralinda que escreveu saudosa, e que acabou me motivando de vez ao deixa de protelar e vamo que vamo, tem tantos pensamentos bons para compartilhar, dicas, coisas que se viveu, amizade, os  momentos: E outro da minha aluna e hoje amiga Luciana, que disse a semana passada: "Estava lendo o teu blog, gostei do modo, dos textos, do que é compartilhado". 
Fiquei com aquele riso bobo na cara de surpresa!

Vamos nos permitir?! 
"Eu prefiro ser, essa metamorfose ambulante. Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo". (Raul Seixas).

Agora vou voltar pra máquina porque amanhã é feriado e tem Colhedores na contagem regressiva para receber suas Colheitas!

Gratidão!